Ser Madrinha

Daniela Gameiro

Ser Madrinha é Maravilhoso, quando ambas as partes colaboram em conjunto.
Ser Madrinha, é gratificante quando notamos que fomos “convidadas” para desempenhar um papel, que alguém pensou que seríamos a pessoa ideal para o realizar. E pode observar-se através de demonstração de interesse e afecto por parte dessa pessoa, a/o afilhada/o.
De que adianta ser escolhida para executar tal função, e nunca ser lembrada, ou apenas ser recordada quando há uma urgência?
Sou Madrinha e posso dizer que gosto muito 🙂
Receber um postalinho mostrando que fomos lembradas 🙂 uma mensagem no telemóvel a dizer “Olá” 🙂 tem sido uma das formas que me tem alegrado imenso e ter orgulho, porque não somos apenas madrinha no papel.
Assim como ser amiga, não é um papel que trazemos escrito nas costas para toda a gente ver, é um “papel” que devemos mostrar através de atitudes e palavras “Palpáveis”, palavras que se vêem e não só se ouvem. Porque o melhor exemplo é aquele que se transforma em acção.
Madrinha no papel, é Teórica, fora dele é Prática.
É mostrar-se interessada em saber da Felicidade do seu afilhado e contribuir para ela.
É disponibilizar o seu tempo para o ouvir e transmitir-lhe algo útil.
Ser Madrinha é bom e eu recomendo! 😀

Obrigada Daniela por me teres vindo a fazer sentir uma Madrinha feliz 😀 Gosto muito de Ti 😀 e és muito importante para mim 😀 Tenho aprendido imenso contigo, espero que aprendas muitas coisas boas comigo 😀

Ansiedade…

Ansiedade… faz-nos fugir o chão dos nossos pés e cria-nos uma ânsia de obter algo que nos falta. No fundo, ansiedade é o desejo incessante de obtermos algo que nos faz falta, cegando-nos do que nos rodeia.
Faz com que ignoremos o que estamos a viver, por algo que desejamos tanto obter…
Cria-nos ilusões acerca do que ambicionamos, e não nos deixa “ver”, “tocar”, “saborear” o que nos é apresentado no presente.
O ser humano, quando Ansioso, caminha numa estrada em que, tudo o que lhe é “oferecido” para desfrutar, se torna transparente, pois o que ele apenas quer ver é aquilo que tanto deseja, tendo já criado uma imagem na sua mente.
Vai caminhando até que, consegue obter o que tanto desejava. Mas na grande parte das vezes não tem relação possível com o que idealizou em mente, tornando-se desilusão, e nem sempre chega a acontecer como desejaria… Porquê? Porque, como falei anteriormente, o caminho feito com ansiedade torna-se transparente, e muitas coisas não queremos ver, sendo muitas delas “Importantes” para nos apercebermos de algumas mudanças de planos que possam interceptar-nos e mudar-nos o rumo ao encontro do que desejamos.

Logo, o melhor mesmo, é levarmos a vida com naturalidade, e esperar que seja ela a conduzir-nos àquilo que sonhamos atingir. Com os pés assentes na terra, olhos e ouvidos atentos e “saborear” o “presente” que nos é oferecido todos os dias, para que não nos arrependamos do que poderíamos ter visto ou ouvido, e não o fizemos, por termos ignorado o que nos vai sendo oferecido. Sim oferecido… ao longo do caminho, vamos obtendo tudo o que necessitamos para obtermos o que é bom pra nós (que nem sempre é o que desejamos)
Mas mentalizemo-nos que aquilo que ambicionamos ter, nem sempre é o precisamos.
Posso assim terminar, dizendo que, o mais importante é Ser, e não Ter.
Porque o Ter não é para todo o ser Humano, e o Ser, faz do Ser Humano aquilo por que lutou e conseguiu devido ao seu esforço e dedicação.

Estado de Graça :)

É algo tão gracioso… tão dooooooce… tão suave… tão espiritual… tão… Maravilhoso!!!!
Algo tão mágico como acordar com o sol a brilhar entrando pelo nosso quarto, é ver ou ouvir, um resultado Positivo … aquele positivo tão aguardado…
O meu suou-me como um perfume Doce e Suave…
Como se um anjo tivesse descido até mim e me tivesse dito: “Mamã, cheguei… Cuida de mim, dá-me Carinho, Ama-me, Fala comigo…”
Este Ser lindo que Deus me enviou, é pequenino, tão frágil, tão leve e tão cheio de Amor enviado por Ele.
Cabe a mim defendê-lo dos sentimentos menos bons, das tristezas profundas que me tentem abalar (acabando por afectando-o), etc…
Quando soube que o meu coração tinha recebido uma visita e que eu teria de dar-lhe o melhor do melhor que nele se encontrava, este encheu-se de Alegria e Felicidade enormes… tão grandes que não conseguia guardar só para mim… Como uma encomenda chegada numa caixa de papelão enorme, impossível de caber num só armário…
Assim foi este Presente (a Felicidade), tão grande, que senti necessidade de “dividi-lo” apenas com as pessoas que me são mais importantes assim como o papá.

A emoção vai aumentando á medida que o tempo passa… e quando ouvimos o coraçãozinho dele a bater durante a ecografia… é algo mesmo mágico, assim como vê-lo no nosso interior, iluminando e aquecendo o nosso Coração.
Tão bom que é ver e sentir este Amor Incondicional crescer dentro de nós…
Um amor que cresce acompanhado de mútuos sentimentos, cresce graças a um Fermento especial, chamado Amor materno e fraterno.
Neste momento já sinto a mexer… sensação mais que Maravilhosa!!!
E ver os rosto do papá, enquanto está com a sua mão na barriguinha, sentindo os seus movimentos? Éde derreter o coração… pelo brilho dos seus olhos…
De facto, é Maravilhoso estar grávida, apesar dos enjoos, das náuseas, … Toda Felicidade tem um caminho difícil a percorrer, pois o sofrimento torna as vitórias mais valiosas.

Homenagem a um Anjo…

Farão dois anos que partiste,
Neste mês que vai correr,
A última vez que tu sorriste,
Eu jamais irei esquecer

São tantas as saudades,
Que o meu coração sente,
Por te lembrar no passado,
E viver sem ti no presente.

Não te verei no Futuro,
Mas recordarei teu sorriso,
Ás vezes pode ser duro,
Mas para viver, dele eu preciso.

A tua voz doce eu lembro,
O teu sorriso como sol,
Comparo-os ao mês de Setembro,
E á Luz de um farol.

O Setembro doce e suave,
Como o teu modo de falar,
O brilho dos teus olhos era
Luz do farol reflectindo no mar.

Quando me sinto fraca,
Meu pensamento está em ti,
Não imaginas como estou grata,
Por ter tido um avô assim.

Mesmo com dores tu sorrias,
Para esconder teu sofrimento,
Minhas emoções tu movias,
Todo o instante, todo o momento.

Hoje, sigo passos que seguiste.
Faço coisas que me ensinaste.
Lembro dias em que sorriste.
No meu coração ficaste…

… saudades…

Palavras desnutridas…

Aceitar o que Deus me reserva, torna mais fácil receber os sinais do Seu Amor 🙂

Muito ser humano ainda não percebeu que aquilo que por vezes deseja, pode não ser o melhor para ele…
Quando entregamos a nossa Vida nas mãos Dele, sentimos uma energia que ninguém neste mundo consegue transmitir-nos, nem mesmo os nossos pais, por melhor que ela seja 🙂
Quem sabe o que estou a dizer, percebe perfeitamente o que falo 🙂 e poderá, inclusivamente, saber como é esta sensação 🙂
Quem ama a Deus, entende e aceita com mais facilidade a Sua Vontade 🙂
Quando Lhe abrimos os braços, temos de estar abertos a facilidades e dificuldades…
Quanto mais nos “encostamos” ao Seu ombro, mais o “outro” nos vai pregando partidas até conseguir que alguém se alie a “ele”.
Se alguém sentir vergonha Dele, fará com que Ele também sinta dessa pessoa…
O Seu amor é Invisível, mas quem O sente dentro de Si, consegue “vê-lo”


Vê-lo nas coisas mais bonitas 🙂 no sorriso puro e inocente de alguém que “demonstra” o seu amor por nós.
Quando mostramos a alguém, de quem gostamos, o que fazemos para o ajudar em algo, estamos a fazê-lo em Função Dele 🙂
Há os que conseguem ver Deus em Nós e reconhecem, e há os que vivem na “cegueira” e além de não reconhecerem ainda desvalorizam.
Mas não valorizemos esses gestos frios.
Continuemos no “calor” dos Seu abraço e Ele nos manterá quentes e confortáveis 🙂
Confiemos Nele e jamais nos envergonhemos Dele, porque na hora da nossa Defesa, perante algo, aquele que nós alimentamos mais e melhor, nos defenderá :). A força de acreditar em alguém ajuda-nos a caminhar 🙂 e se confiarmos Nele, até de olhos fechados conseguimos ver o caminho, porque a Luz que Ele faz brilhar no nosso interior Ilumina-o e embeleza-o 🙂

Acreditarmos que conseguimos fazer algo, é ter Fé que é possível realizar, apesar das adversidades que nos aparecerão no longo caminho da nossa Vida 🙂
E quando acharmos que caminhamos sozinhos, questionemo-nos e Ele nos mostrará que em todo o tempo esteve dentro de Nós, e não adiantava olhar para fora, uma vez que só O consegue ver quem olhar para Dentro de Si e O tiver escolhido como imagem interior 🙂
Quando me vejo ao espelho, vejo a Sofia com características dos meus pais (parecenças) mas a imagem interior, aquela que embelezo todos os dias, cada vez que estendo a mão para ajudar alguém com as minhas acções acompanhadas de Carinho e Amor, é vista apenas por quem me conhece no meu íntimo e acredita que tudo o que acabei de escrever foi inspiração e sentimento vindo de Deus 🙂
Acreditar em Deus não basta dizer: Acredito! É preciso Testemunhá-lo, mostrar através de gestos comandados pelo nosso coração 🙂 É mais do que palavras 🙂
Não basta mostrar uma mão para ajudar… na altura em que é necessário ajudar, tem de sair algo de dentro dela e depositá-lo no coração vazio e frio.
Palavras aquecem o coração… acções, confortam e alimentam-no! 🙂